mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

1283 Visualizações

A dispersão da inteligência humana no oceano de informações


Estamos navegando cada vez mais freneticamente no espaço virtual. E aí uma enxurrada de estímulos dispersa bastante nossa atenção e a nossa possibilidade de adquirir conhecimentos, pois estamos ficando cada vez mais reféns da superficialidade. Estamos perdendo o contexto e a nossa sensibilidade crítica.

Alguns acham que essa fragmentação dos conteúdos pode transmitir certa sensação de liberdade e permite o acesso a mais informações. Mas isso não é verdade, pois a grande maioria delas não conseguimos guardar para eventualmente construir reflexões mais profundas.

Vivemos na época do jornalismo cada vez mais burocrático e até insosso; que se deve provavelmente ao despreparo ou falta de conhecimentos dos repórteres ou dos articulistas. Mas é o prestígio de qualquer comunicação (ou publicação), quando ela ilumina a cena, é que constrói uma história verídica. Assim, a apuração de mentiras de forma inadequada acaba sendo uma grave agressão à ética e à qualidade informativa. Matérias previamente decididas em guetos sectários buscam a cumplicidade da imparcialidade aparente!!!

A decisão de ouvir o outro lado com frequência não é honesta, não se fundamenta na verdade, mas mesmo assim vale-se dos artifícios que transmitem uma ideia de isenção, quando de fato a imparcialidade é uma ficção.

E como bem disse Carlos Alberto di Franco no seu artigo Jornalismo, alma e rigor, publicado no jornal o O Estado de S. Paulo (2/2/2015): “Sem um bom jornalismo público, independente e qualificado, o futuro da democracia é incerto e preocupante. O valor dele se chama informação de alta qualidade, talento, critério, ética, inovação.”

Caro leitor da Criática, qual é a sua opinião sobre o que se tem escrito nos nossos jornais e revistas, falado e mostrado nos rádios e nos canais de televisão e enviado para o mundo pela Web?

Você consegue confiar no que lê, ouve ou vê?

Conteúdo produzido pela redação da revista Criática.

Publicado recentemente

»

Turistas desejam vivenciar experiências cada vez mais inusitadas

Inicialmente, deve-se destacar que o turismo-indústria representa ...

»

Disney compra Fox para enfrentar a Netflix e a Amazon

No final de 2017, a Walt Disney & Co adquiriu o conglomerado 21st ...

»

Cidades Paulistas Inspiradoras – O Desenvolvimento Estimulado Pela Economia Criativa

A DVS Editora acaba de lançar os livros “Cidades Paulistas ...

»

Dear Basketball – o curta-metragem que deu um Oscar a Kobe Bryant

Kobe Bryant, que recentemente se aposentou, resolveu fazer um filme ...

»

Tudo indica que os filmes humorísticos brasileiros não atraem grandes públicos

Diversas pesquisas indicam que cerca de 85% dos homens adultos adoram ...

»

O projeto de Ferran Adrià: Bullipedia

O chef Ferran Adrià, do icônico restaurante El Bulli, que fechou em ...

»

Um estádio altera de forma significativa o plano urbanístico de uma cidade

Em 4 de fevereiro de 2018 aconteceu na cidade de Minneapolis, no ...

»

O incrível Elon Musk continua surpreendendo

Em 17 de novembro de 2017, nas dependências de um campo de aviação ...

»

Novos vídeos da série sobre Economia Criativa no nosso canal do Youtube

Você já pode conferir os novos vídeos que o professor Victor ...