404 Not Found
Please forward this error screen to fd.langall.com's WebMaster.

The server can not find the requested page:

  • fd.langall.com/2008win12.txt (port 80)

Novidades:

6944 Visualizações

As vantagens e os perigos da inteligência artificial


O filósofo sueco Nick Boström, professor na Universidade de Oxford, no Reino Unido, autor do livro Superintelligence: Paths, Dangers, Strategies (algo como Superinteligência: Caminhos, Perigos e Estratégias) soou o alarme: “Se criarmos inteligências superiores à nossa, poderemos nos tornar obsoletos”.

Se máquinas mais inteligentes e poderosas do que nós existirem, nossa sobrevivência dependerá delas.

O que garante que elas nos preservarão?
Em entrevista para a BBC de Londres, o famoso físico britânico Stephen Hawking profetizou: “O desenvolvimento de uma inteligência artificial completa poderia significar o fim da raça humana. A evolução das máquinas ocorreria em uma velocidade crescente contra a qual os humanos não conseguiriam competir.”

Por seu turno, o notável empreendedor Elon Musk, que está envolvido com projetos ousados como o carro elétrico Tesla e a empresa de transporte espacial Space X, que já doou US$ 10 milhões para o instituto Future of Life, que monitora os possíveis riscos da inteligência artificial de nível humano, declarou: “É preciso ser supercuidadoso com a inteligência artificial, a qual, para mim, potencialmente mais perigosa do que a energia nuclear.”

O provocante livro de Nick Boström.

Já o especialista brasileiro em temas científicos Marcelo Gleiser salientou: “É bem mais provável que o futuro da inteligência esteja dentro do cérebro humano, e não fora. Seremos nós, ou nossos híbridos, a nos tornarmos superinteligentes, estendendo nossa capacidade mental através da união do biológico com o cibernético. O futuro não está nas máquinas, mas na inteligência humana artificialmente ampliada.

Não estamos desenhando nosso fim, mas uma nova espécie, capaz de transcender os limites evolucionários que determinam o funcionamento do cérebro e do corpo.

Com isso, não devemos temer o futuro da pesquisa em inteligência artificial, mas vê-la como uma oportunidade de emancipação, de crescimento da espécie. Certamente, nossos descendentes serão mais inteligentes e, esperemos, mais sábios!!!”

E você, caro leitor, o que acha que será de nós se as máquinas também pensarem?

Publicado recentemente

»

As coisas incríveis que só se pode comer e beber no Brasil

Você já comeu algo que utiliza farinha de Bragança na receita?Já ...

»

Em muitos museus do mundo homenageou-se Leonardo da Vinci!!!

No dia 2 de maio de 1.519 morreu Leonardo di Ser Piero da Vinci, ou ...

»

A Inteligência Artificial está em vias de superar a Inteligência Humana

Vivemos numa época em que é cada vez mais importante entender a ...

»

Coach da Gratidão Financeira

A psicóloga Marcia Luz é mestre em Engenharia de Produção e ...

»

A Lego fará suas peças com materiais sustentáveis

É no centro da cidade de Billund, na Dinamarca, que está localizado ...

»

O combate a fake news e a publicidade fake

Em 9 de agosto de 2018 o advogado e jornalista João Luiz Faria Netto ...

»

O retorno ao boom dos cruzeiros no Brasil

Tudo indica que os brasileiros terão uma ótima opção de turismo ...

»

Na China, o governo tem uma posição contraria aos jogos on-line!?!?

O governo chinês tem procurado controlar muita coisa que é ...

»

Os negócios do chef Jamie Oliver em declínio!?!?

Há quem aponte que a brilhante carreira do chef inglês Jamie Oliver ...