mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

183 Visualizações

Cantores de música sertaneja invadem as festas de São João no Nordeste


Por incrível que pareça, a música sertaneja está invadindo cada vez mais os tradicionais redutos do forró.

Neste sentido, a cantora Elba Ramalho comentou: “No Nordeste, quando foram lançadas em abril de 2017 as programações das grandes festas juninas da região, especialmente nas cidades de Caruaru, Campina Grande e Mossoró, os artistas nordestinos e o povo resolveram fazer uma campanha chamada ‘Devolvam meu São João’, porque nelas estavam se sobressaindo as duplas sertanejas, e não as de forrozeiros.

Elba Ramalho

E isso não é culpa das duplas, que geralmente são compostas por grandes artistas que, inclusive, lotam os locais onde se apresentam.

A questão que isso está incomodando as pessoas que vivem no Nordeste, que desejam um junho voltado para São João. Assim, não se pode ter uma grade que contemple 18 sertanejos e apenas dois forrozeiros. Afinal, não é ‘festa do Peão’, mas sim ‘festa de São João’. Na minha terra, onde já me apresento há pelo menos 16 anos, tive que pedir a interferência de um prefeito para que fosse incluída na programação.”

A cantora sertaneja Marília Mendonça, por sua vez, não gostou dessa campanha e durante uma apresentação na cidade de São João da Capitá, no Estado de Pernambuco, desabafou: “Vai ter sertanejo no São João sim, viu? Porque quem quer isso é o público!!!”

Foi aí que entrou na polêmica o cantor Alcymar Monteiro, conhecido como o “rei do forró”, que inclusive chamou os músicos sertanejos de “breganejos”!?!? Ele explicou:

Não quero ofender ninguém, mas as festas juninas tiveram como ‘pai’ o cantor e compositor Luiz Gonzaga do Nascimento. Além disso, as festas de São João têm um dono: o povo. Acima disso, abaixo disso, além disso e fora disso, não é São João. Podem chamar de qualquer coisa, até de Festival Junino, mas por favor, não o chamem de São João. Enquanto vivo estiver, serei um defensor intransigente da minha cultura nordestina. Não porque ela seja melhor ou pior, mas porque é genuína! Por isso, peço encarecidamente aos que só querem atenção: deixem em paz o meu Nordeste e devolvam nosso São João.

Estátua de Luiz Gonzaga em Recife, Pernambuco.

Mas a despeito de todas as discussões, é preciso lembrar que as festas juninas ocorrem no Brasil todo, não apenas no Nordeste. Todavia, não se tem um número suficiente de forrozeiros que possam animá-las. Por exemplo, só na cidade de São Paulo, durante o mês de junho foram programadas mais de 100 festas juninas, algumas bem tradicionais, como: Arraial da Cidade, São João de Nóis Tudim (sic), a Festa Junina do Palmeiras, o arraial Nos Trilhos, a Festa de Santo Antônio etc. E claro que algumas delas tiveram como atrações principais cantores como Tiago Abravanel, Anitta, a dupla Patati Patatá etc., mas também o grupo de forró Quarteto de Luís, a banda Xaxado Novo, a banda de forró Rastapé e a própria Elba Ramalho!!!

Como se vê, os forrozeiros foram prestigiados onde foi possível. Porém, o que realmente falta é um número maior de artistas (tanto de forró quanto sertanejos) para animar bem essas incríveis festas de junho.

Conteúdo produzido pela redação da revista Criática.

Publicado recentemente

»

Falta boa arquitetura em nossas cidades

O Brasil deve se orgulhar de ter entre os integrantes do júri do ...

»

Uma nova era na Economia Criativa no Brasil!

Inicialmente, deve-se destacar que finalmente temos alguém no mais ...

queijo artesanal
»

O Caminho do Queijo Artesanal Paulista

Chegou a hora de mesclar artesanato e gastronomia, em especial depois ...

»

Aos poucos o videogame está se tornando um esporte

De acordo com a Newzoc, uma das principais empresas de pesquisas ...

Mars
»

MaRS – O apoio à inteligência artificial (IA) no Canadá

Muito antes de o Google começar a pesquisar e trabalhar com carros ...

A verdade e a estatística
»

A verdade e a estatística

Ao longo de algumas décadas fui professor de Estatística em várias ...

»

Cresce o número de chefs nas calçadas das cidades americanas

Depois da crise financeira que surgiu nos EUA em 2008, e alastrou-se ...

»

Não falarás palavrões, mas parece que vivemos num ambiente propício para o analista de Bagé!!!

Depois da mania do politicamente correto (será que ela emplacou?), ...

»

A tecnologia ajudando a diminuir os custos hospitalares e dos cuidados com a saúde.

Ao permitir a detecção precoce de várias doenças e, desse modo, ...