mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

160 Visualizações

Qual é o motivo para se visitar Bordeaux?


Em 2007, Bordeaux, na França, foi classificada como patrimônio da humanidade pela Unesco, o que levou a cidade a uma grande revitalização. Além disso, Bordeaux foi considerada em 2016 pelo guia Lonely Planet a melhor cidade do mundo para se visitar!

E os franceses, que seguramente são os que melhor sabem se aproveitar do turismo no momento (!?!?), não deixaram por menos. Assim, eles facilitaram bastante a forma de se chegar até a cidade. Em junho de 2017, por exemplo, ficou mais fácil viajar entre Paris e Bordeaux, pois o presidente francês, Emmanuel Macron, inaugurou uma nova linha de trem de alta velocidade (TAV) que interliga a cidade com a capital francesa, numa viagem de apenas 2 h!!! O custo da passagem para esse trem – que parte da estação Montparnasse, em Paris, e chega à estação Saint Jean em Bordeaux – é de € 40, e o bilhete pode inclusive ser adquirido pela Internet.

Já o deslocamento em Bordeaux também ficou bem fácil, e agora conta com o sistema de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), com 45 km de extensão. Esses trens são semelhantes aos usados no sistema do Rio de Janeiro, inaugurado em 2016 para os Jogos Olímpicos. O fato é que toda essa revitalização deu um ar bem mais moderno à medieval Bordeaux. Um excelente exemplo disso está na frente da praça da Bolsa de Valores da cidade, que foi erguida no século XVIII para abrir a cidade, até então murada. No local existe agora o maior espelho de água do mundo (!!!), sendo que a cada 20 min uma grande quantidade de água é aspergida, criando sobre a laje de granito de aproximadamente 3.000 m2 um efeito de neblina e tornando o ambiente mais refrescante, em especial no verão.

E em junho de 2016, os amantes do vinho ganharam um endereço obrigatório na cidade, com a inauguração da Cité du Vin (“cidade do vinho”), um espaço aberto ocupando mais de 3.000 m2. O local tem cerca de 20 áreas temáticas, com mostras sobre a história do vinho, as diferentes técnicas de produção e a indicação das principais regiões produtoras. Nele tem-se ainda a comercialização da bebida. Nesse misto de museu e parque de diversões, oferece-se uma nova experiência para os apreciadores dessa bebida, que por meio de telas 3D e imagens aéreas, acabam vislumbrando diferentes regiões vinícolas e tendo a deliciosa sensação de estar sobrevoando-as num helicóptero. Pagando a módica quantia de € 20 (cerca de R$ 75), o turista poderá visitar diversas atrações e degustar uma taça de vinho no sétimo andar do prédio, enquanto desfruta de uma vista muito bonita da cidade.

O principal edifício da Cité du Vin em Bordeaux.

Pessoas visitando um dos muitos locais que podem adquirir vinho em Bordeaux.

Na região de Bordeaux existem cerca de 300 châteaux (antigas casas ou castelos medievais), com leitos suficientes para receber visitantes interessados em acompanhar o passo a passo da produção do vinho. Isso inclui a colheita da uva, os passeios pelas terras e a oportunidade de degustar o vinho e sentir a agradável sensação de estar dormindo no meio dos vinhedos. Entre os visitantes dessas vinícolas, destacam-se agora alguns milhares de chineses, que chegam a comprar cerca de 30% da produção de algumas propriedades.

A colheita das uvas geralmente ocorre ao longo de três semanas, entre o fim de setembro e o início de outubro, e como as vinícolas têm dificuldades para contratar franceses – que não gostam do trabalho árduo –, elas acabam empregando estrangeiros vindos da península ibérica e do leste europeu. O vinhedo Château Mouton Rothschild é um dos mais demandados para visitas. Seu vinho é resultado da mescla de uvas tintas, com destaque para a cabernet sauvignon, a cabernet franc e a merlot. A caixa com 12 garrafas desse vinho (de certas safras mais antigas) já chegou a alcançar o valor de R$ 1 milhão em alguns leilões.

As vinícolas de Saint-Emilion, uma das principais áreas de produção de vinho tinto na região de Bordeaux.

Os vinhos tintos representam mais de 80% dos produzidos em Bordeaux, mas os brancos não podem ser esquecidos. Eles geralmente se utilizam de uma mescla das uvas sémillon e sauvingnon blanc, e são uma companhia perfeita para frutos do mar, servidos nos restaurantes bordaleses em qualquer época do ano.

A demanda cada vez maior de vinhos por parte dos estrangeiros que visitam Bordeaux – estima-se que o número de turistas chegue a 3 milhões por ano –, fez com que fossem abertos na cidade muitos bares dedicados a essa bebida. E vale ressaltar que em Bordeaux o visitante pode beber excelentes vinhos a preços bem acessíveis. Por outro lado, se for abastado, o turista poderá experimentar os melhores, sem que para isso tenha de pagar um absurdo!!! Pois é, se você gosta de vinho, deve programar logo uma viagem a Bordeaux e ficar pelo menos uma semana na região, visitando e dormindo num dos châteaux da cidade, ouviu?

Conteúdo produzido pela redação da revista Criática.

Publicado recentemente

»

Dear Basketball – o curta-metragem que deu um Oscar a Kobe Bryant

Kobe Bryant, que recentemente se aposentou, resolveu fazer um filme ...

»

Tudo indica que os filmes humorísticos brasileiros não atraem grandes públicos

Diversas pesquisas indicam que cerca de 85% dos homens adultos adoram ...

»

O projeto de Ferran Adrià: Bullipedia

O chef Ferran Adrià, do icônico restaurante El Bulli, que fechou em ...

»

Um estádio altera de forma significativa o plano urbanístico de uma cidade

Em 4 de fevereiro de 2018 aconteceu na cidade de Minneapolis, no ...

»

O incrível Elon Musk continua surpreendendo

Em 17 de novembro de 2017, nas dependências de um campo de aviação ...

»

Novos vídeos da série sobre Economia Criativa no nosso canal do Youtube

Você já pode conferir os novos vídeos que o professor Victor ...

»

Alimentos que ajudam o seu bom-humor!

Pesquisas têm mostrado que existe uma relação cada vez mais ...

»

Qual é o motivo para se visitar Bordeaux?

Em 2007, Bordeaux, na França, foi classificada como patrimônio da ...

»

Novos vídeos no nosso canal do Youtube

Publicamos novos vídeos do prof. Victor Mirshawka sobre Economia ...