mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

555 Visualizações

Foi formada a maior rede de hotéis do mundo!!!


A Marriott International  anunciou em 16 de novembro de 2015 a compra da Starwood Hotels & Resorts Worldwide, num negócio de US$ 12,2 bilhões com o que se criou a maior empresa hoteleira do mundo, com um total 1,1 milhão de quartos.

Essa fusão junta 30 marcas de hotéis, incluindo Sheraton, W Hotels, St. Regis, Marriott e The Ritz-Carlton.

O diretor-presidente da rede Marriott, Arne Sorenson.

O diretor-presidente
da rede Marriott,
Arne Sorenson.

O diretor-presidente da Marriott, Arne Sorenson, comentou: “Não temos planos imediatos de vender nenhuma das marcas depois dessa aquisição, embora certas marcas possam ser combinadas em algumas partes do mundo. Agora temos um pouco mais de 5.500 hotéis e cerca de 15% de todos os quartos para hóspedes nos Estados Unidos da América (EUA).”

A Marriott tem no Brasil 1.405 quartos em seis hotéis, sendo 445 no Renaissance São Paulo, o maior deles. Em outubro de 2015, a Marriott anunciou investimentos para construir mais 11 hotéis no Brasil, para ter um total de 17 estabelecimentos até 2019, com o que o número de quartos será aumentado em 2.265, para 3.670, depois que todos os novos hotéis ficarem prontos.

A Starwood, por sua vez, vem historicamente tendo um forte desempenho no segmento de hotéis de luxo. Ela tem se desenvolvido fora dos EUA mais rapidamente que suas concorrentes e, assim, cerca de metade de seus mais de 350 mil quartos estão situados em outros países. No Brasil, por exemplo, a Starwood possui hoje um total 2.447 quartos em nove hotéis, a maioria em capitais das regiões Sudeste e Sul. O décimo hotel, com inauguração prevista para 2017 em Santos, terá 213 quartos.

Muito bom para os turistas, pois presume-se que a união ao Marriott poderia dar ao Starwood acesso ao segmento intermediário do mercado hoteleiro, onde o maior crescimento do setor está ocorrendo. E a combinação dos dois programas de fidelidade de ambas as empresas poderia manter os clientes nas suas redes e ajudar a nova empresa resultante da fusão a competir com o Airbnb, a empresa que oferece aos turistas hospedagem na casa dos outros…

Conteúdo produzido pela redação da revista Criática.

Publicado recentemente

»

Os e-sports podem um dia ser incluídos nos Jogos Olímpicos?

Temos hoje muitos campeonatos de games, como os de Counter Strike (de ...

»

A Lego tem agora uma “casa de brinquedo”

O parque temático Legoland, que é o carro-chefe do grupo Lego, ...

»

Turistas desejam vivenciar experiências cada vez mais inusitadas

Inicialmente, deve-se destacar que o turismo-indústria representa ...

»

Disney compra Fox para enfrentar a Netflix e a Amazon

No final de 2017, a Walt Disney & Co adquiriu o conglomerado 21st ...

»

Cidades Paulistas Inspiradoras – O Desenvolvimento Estimulado Pela Economia Criativa

A DVS Editora acaba de lançar os livros “Cidades Paulistas ...

»

Dear Basketball – o curta-metragem que deu um Oscar a Kobe Bryant

Kobe Bryant, que recentemente se aposentou, resolveu fazer um filme ...

»

Tudo indica que os filmes humorísticos brasileiros não atraem grandes públicos

Diversas pesquisas indicam que cerca de 85% dos homens adultos adoram ...

»

O projeto de Ferran Adrià: Bullipedia

O chef Ferran Adrià, do icônico restaurante El Bulli, que fechou em ...

»

Um estádio altera de forma significativa o plano urbanístico de uma cidade

Em 4 de fevereiro de 2018 aconteceu na cidade de Minneapolis, no ...