mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

1135 Visualizações

Gamificar está sendo imprescindível para se chegar a resultados extraordinários


Você sabe o que significa gamificar?

↘ Para que ela serve?
↘ Quem já está usando a gamificação?

Quem respondeu bem todas essas e outras eventuais dúvidas foi Brian Burke no seu livro Gamificar, no qual ele oferece informações valiosas sobre o que deve ser considerado na confecção de projetos para que “jogadores” (ou os decisores) consigam chegar às soluções eficientes e efetivas. Mais ainda, nesse livro são apresentados também os conceitos-chave para que o design se mantenha centrado no jogador e seja um sucesso, permitindo que você e a sua organização façam parte dos 20% que alcançaram seus objetivos e não dos 80% que fracassaram.

A empresa Gartner definiu a gamificação como: “É o uso do design de experiências digitais e mecânicas de jogos para motivar e engajar as pessoas para que elas atinjam seus objetivos.”

Dessa maneira, é através do design de uma experiência digital que se apresenta a jornada que os jogadores terão que percorrer utilizando-se de elementos como: a sequência de passos do jogo, o reconhecimento do ambiente e a decodificação do roteiro.

Através da mecânica de jogos é que se descreve os elementos-chave que são comuns em muitos jogos, tais como pontos, divisas ou placares. Portanto, gamificação é um método para engajar indivíduos digitalmente em vez de pessoalmente, o que significa que os jogadores irão interagir com computadores, smartphones, monitores portáteis e outros dispositivos digitais.

Assim, o objetivo da gamificação é o de motivar as pessoas para que elas alterem seus comportamentos, desenvolvam habilidades ou estimulem a inovação. A gamificação se concentra em possibilitar aos jogadores atingir seus objetivos – e, como consequência, a organização também atingirá os dela!!!

Gamificação, videogames (jogos) e programas de recompensa, todos eles usam mecânicas de jogos como pontos, divisas e placares, porém as similaridades terminam aí.

Programas de fidelidade, recompensas ou incentivos funcionam como uma retribuição para jogadores que completam certas ações prescritas pela organização patrocinadora, que, aliás, se responsabiliza pelos custos dos programas e das recompensas oferecidas aos participantes.

Os jogos (videogames) não têm outro propósito senão o de entreter os participantes. Quando o jogo é bem-sucedido, os integrantes pagam pelo custo do jogo e pelo lucro do provedor.

A gamificação gira em torno de motivar os jogadores a atingirem objetivos que são compartilhados pelo provedor e pelo jogador. Normalmente, o provedor paga pela solução e os jogadores participam de modo voluntário e frequentemente “gratuito”.

O que é novo na gamificação é o fato de ela usar um modelo digital para estender o engajamento e a motivação para além das interações face a face, quebrando barreiras de tamanho, tempo, distância, conectividade e custo.

GamificarCom isso, a gamificação serve a três propósitos principais: alterar comportamentos, desenvolver habilidades e impulsionar a inovação para três públicos-alvo: clientes, funcionários e comunidades de interesse.

Pois é, se você deseja conhecer uma nova maneira de pensar sobre a motivação e promovê-la de maneira eficaz, deve ler Gamificar (DVS Editora), do analista de tecnologia de informação (TI), Brian Burke.

Os conhecimentos adquiridos com a leitura de Gamificar lhe permitirá ajudar as pessoas que colaboram contigo no trabalho a viverem mais felizes e mais realizados, motivando-os a alcançar as metas estabelecidas pela empresa.

Observação importante – Caso deseje um treinamento nesse campo, entre em contato com Flora Alves, autora do livro Gamification, da DVS Editora.

Publicado recentemente

»

A Inteligência Artificial está em vias de superar a Inteligência Humana

Vivemos numa época em que é cada vez mais importante entender a ...

»

Coach da Gratidão Financeira

A psicóloga Marcia Luz é mestre em Engenharia de Produção e ...

»

A Lego fará suas peças com materiais sustentáveis

É no centro da cidade de Billund, na Dinamarca, que está localizado ...

»

O combate a fake news e a publicidade fake

Em 9 de agosto de 2018 o advogado e jornalista João Luiz Faria Netto ...

»

O retorno ao boom dos cruzeiros no Brasil

Tudo indica que os brasileiros terão uma ótima opção de turismo ...

»

Na China, o governo tem uma posição contraria aos jogos on-line!?!?

O governo chinês tem procurado controlar muita coisa que é ...

»

Os negócios do chef Jamie Oliver em declínio!?!?

Há quem aponte que a brilhante carreira do chef inglês Jamie Oliver ...

»

Será que toda cidade criativa é também uma cidade inteligente?

Há apenas poucas décadas, a mera tentativa de dotar um núcleo ...

»

Tendências da moda indicadas com o auxílio da inteligência artificial

No famoso filme O Diabo Veste Prada, a personagem Miranda Priestly ...