mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

821 Visualizações

Qualidade máxima na educação é prioridade para alguns países


Quem lida com educação ou simplesmente quer ter uma compreensão sobre onde estudam as crianças com maior eficácia deve ler o livro da jornalista norte-americana Amanda Ripley cujo título é As Crianças mais Inteligentes do Mundo, no qual ela procurou explicar como se pode chegar aos sistemas educacionais eficazes ou bons. Bons no sentido de sermos capazes de prover uma educação de elevada qualidade para todos. Isso significa que, em primeiro lugar, os estudantes, entre outras coisas, devem ter bom desempenho em testes internacionais de proficiência, como o Programa Internacional de Avaliação de Alunos, cuja sigla em inglês é PISA.

Amanda Ripley justifica que o PISA é uma ótima avaliação da qualidade educacional, pois, em primeiro lugar, suas questões são formuladas para mensurar as competências básicas nas soluções de problemas com que nos defrontamos ao longo da vida profissional e pessoal, ou seja, não se perde tempo com decorebas e erudição inútil.

O segundo fato é que, até onde é possível haver “comprovação” empírica em ciência social, há uma sólida evidência de que desempenho elevado em testes como o PISA resultam em maiores taxas de crescimento do próprio país, pois ele tem uma “mente de obra” (no século XXI devemos falar menos em mão de obra…) mais criativa e produtiva.

E dois sistemas educacionais que têm levado seus alunos a elevado desempenho são: o sul-coreano e o finlandês. Nos dois países percebe-se abertamente a grande preocupação com o recrutamento, que é muito seletivo. Assim, somente os melhores alunos do ensino médio são aceitos nos cursos preparatórios para a carreira do magistério.

O livro do prof. Victor Mirshawka com ênfase na educação pública de qualidade.

O livro do prof. Victor Mirshawka com ênfase na educação pública de qualidade.

 

INDICAÇÃO DE LEITURA:
Para saber mais sobre como se pode chegar a um ensino de qualidade, a recomendação é o livro de Victor Mirshawka, A Luta pela Qualidade na Administração Pública com Ênfase na Gestão Municipal. Na obra, o Capítulo 4 é todo dedicado ao tema Aprender a aprender na escola de Deming.

Conteúdo produzido pela redação da revista Criática.

Publicado recentemente

»

Turistas desejam vivenciar experiências cada vez mais inusitadas

Inicialmente, deve-se destacar que o turismo-indústria representa ...

»

Disney compra Fox para enfrentar a Netflix e a Amazon

No final de 2017, a Walt Disney & Co adquiriu o conglomerado 21st ...

»

Cidades Paulistas Inspiradoras – O Desenvolvimento Estimulado Pela Economia Criativa

A DVS Editora acaba de lançar os livros “Cidades Paulistas ...

»

Dear Basketball – o curta-metragem que deu um Oscar a Kobe Bryant

Kobe Bryant, que recentemente se aposentou, resolveu fazer um filme ...

»

Tudo indica que os filmes humorísticos brasileiros não atraem grandes públicos

Diversas pesquisas indicam que cerca de 85% dos homens adultos adoram ...

»

O projeto de Ferran Adrià: Bullipedia

O chef Ferran Adrià, do icônico restaurante El Bulli, que fechou em ...

»

Um estádio altera de forma significativa o plano urbanístico de uma cidade

Em 4 de fevereiro de 2018 aconteceu na cidade de Minneapolis, no ...

»

O incrível Elon Musk continua surpreendendo

Em 17 de novembro de 2017, nas dependências de um campo de aviação ...

»

Novos vídeos da série sobre Economia Criativa no nosso canal do Youtube

Você já pode conferir os novos vídeos que o professor Victor ...