mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

2711 Visualizações

The Economist satiriza mais uma vez a situação econômica do Brasil


Pois é, do foguete que levaria a um futuro brilhante com o título “Brasil Decola” (em 2009), para a chamada recriminadora “Estragou tudo” (em 2013) e agora com a capa “Brasil no atoleiro” a renomada revista The Economist relatou que o nosso País vive a maior bagunça desde o começo dos anos 1990!?!?

Paralelamente, um blog do jornal Financial Times listou dez motivos que podem levar a presidenta Dilma Rousseff a não terminar o segundo mandato (!?!?) e a revista Time enumerou cinco fatos que podem levar o Brasil ao abismo.

Tudo indica que o Brasil tornou-se a bola da vez para previsões catastróficas, as quais a nossa Nação sempre conseguiu espantar… Mas a cada dia que passa a imprensa estrangeira parece mais frustrada com os rumos recentes do Brasil. E uma excelente evidência é como a The Economist na sua edição latino-americana caracterizou o Brasil: por meio de uma passista de escola de samba que está em um pântano coberta de gosma verde (as edições vendidas no resto do mundo têm outra capa, com um destaque para o avanço da telefonia celular).

Em seu editorial, a The Economist diz que o País pode ter “problemas muito maiores do que o governo admite ou investidores parecem perceber”. Além da ameaça de recessão e da inflação, o texto cita o fraco investimento, a corrupção na Petrobras e a desvalorização cambial que aumenta a dívida externa das empresas brasileiras.

“Escapar desse atoleiro seria difícil mesmo para uma grande liderança política. Dilma Rousseff, no entanto, é agora bem fraca. Ela ganhou a eleição por pequena margem e sua base política está se desintegrando”, diz a revista conhecida por ser politicamente liberal.
Esse tom não lembra em nada o clima de festa e comemoração visto no fim da década, quando o País era o queridinho da vez e recebia elogios rasgados nos espaços mais nobres da imprensa estrangeira.

As três significativas capas da The Economist.

As três significativas capas da The Economist.

Publicado recentemente

»

Na China, o governo tem uma posição contraria aos jogos on-line!?!?

O governo chinês tem procurado controlar muita coisa que é ...

»

Os negócios do chef Jamie Oliver em declínio!?!?

Há quem aponte que a brilhante carreira do chef inglês Jamie Oliver ...

»

Será que toda cidade criativa é também uma cidade inteligente?

Há apenas poucas décadas, a mera tentativa de dotar um núcleo ...

»

Tendências da moda indicadas com o auxílio da inteligência artificial

No famoso filme O Diabo Veste Prada, a personagem Miranda Priestly ...

Livros - Direitos autorais
»

Não contem com o fim do livro!

Não Contem com o Fim do Livro é o titulo de uma obra escrita pelo ...

»

Os e-sports podem um dia ser incluídos nos Jogos Olímpicos?

Temos hoje muitos campeonatos de games, como os de Counter Strike (de ...

»

A Lego tem agora uma “casa de brinquedo”

O parque temático Legoland, que é o carro-chefe do grupo Lego, ...

»

Turistas desejam vivenciar experiências cada vez mais inusitadas

Inicialmente, deve-se destacar que o turismo-indústria representa ...

»

Disney compra Fox para enfrentar a Netflix e a Amazon

No final de 2017, a Walt Disney & Co adquiriu o conglomerado 21st ...