mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

378 Visualizações

Um filme nacional que vendeu 3 milhões de ingressos antes da estreia!?!?


Antes da sua estreia, o filme Os Dez Mandamentos, uma versão de uma novela da TV Record, vendeu a expressiva quantidade de 3 milhões de ingressos!!!

O filme obteve significativa audiência graças a uma grande campanha orquestrada junto aos fiéis da Igreja Universal durante todos os seus cultos.

Houve muitas críticas e surgiram opiniões contraditórias, todas vinculadas a acusação de que no cenário cinematográfico nacional, o filme se tornou um fenômeno somente graças aos fiéis da Igreja Universal e também do seu potencial de atrair evangélicos de todas as vertentes.

Mas a questão fundamental é: o filme é bom?
Na opinião de alguns críticos do cinema, encarando a finalidade para a qual o filme se propõe – aguçar a fé e endossar o clamor da existência de um Deus único – a resposta é sim!!!

Não é por acaso que o seu script (enredo) está totalmente vinculado com as pregações do líder da Igreja Universal, o bispo Edir Macedo, o que fez o filme uma espécie de culto travestido de entretenimento.

No que se refere ao didatismo do filme, não se pode considerar pecaminosa a utilização de uma linguagem direta, sem espaços para reflexões subliminares, visto que desse mesmo mal sofrem as outras produções nacionais, inclusive as nossas comédias românticas, tão em voga atualmente.

Os produtores de Os Dez Mandamentos se dedicaram muito para que os espectadores entendessem o que pretenderam mostrar, sem se dar ao trabalho de refletir!?!?

Assim, está tudo na película, bem mastigado, pronto para o consumo e embalado em belíssimas imagens. Por exemplo, o caso dos efeitos especiais quando se refere às pragas rogadas por Deus por meio de Moisés (interpretado por Guilherme Winter), com os traços iluminados que percorrem as residências dos descrentes em busca dos primogênitos.

A abertura do mar Vermelho rendeu para a Record uma audiência histórica e ganhou um acabamento ainda mais primoroso na telona. As imagens forma submetidas a um processo de remasterização.

Quem realmente deu bastante destaque para o filme foi o ator Sérgio Marone, que interpretou Ramsés. Como concluiu Cristina Padiglione no artigo Filme já vendeu 3 milhões de ingressos (publicado no jornal O Estado de S. Paulo em 28/1/2016): “A despeito de as tais cenas inéditas se resumirem a um sermão de Moisés, quando quebra o bezerro de ouro adorado pelos hebreus, o filme faz jus à grandiosidade do personagem e valeu a ida de alguém ao cinema – nem que fosse para fazer o espectador duvidar de tudo aquilo.”

Conteúdo produzido pela redação da revista Criática.

Publicado recentemente

»

Turistas desejam vivenciar experiências cada vez mais inusitadas

Inicialmente, deve-se destacar que o turismo-indústria representa ...

»

Disney compra Fox para enfrentar a Netflix e a Amazon

No final de 2017, a Walt Disney & Co adquiriu o conglomerado 21st ...

»

Cidades Paulistas Inspiradoras – O Desenvolvimento Estimulado Pela Economia Criativa

A DVS Editora acaba de lançar os livros “Cidades Paulistas ...

»

Dear Basketball – o curta-metragem que deu um Oscar a Kobe Bryant

Kobe Bryant, que recentemente se aposentou, resolveu fazer um filme ...

»

Tudo indica que os filmes humorísticos brasileiros não atraem grandes públicos

Diversas pesquisas indicam que cerca de 85% dos homens adultos adoram ...

»

O projeto de Ferran Adrià: Bullipedia

O chef Ferran Adrià, do icônico restaurante El Bulli, que fechou em ...

»

Um estádio altera de forma significativa o plano urbanístico de uma cidade

Em 4 de fevereiro de 2018 aconteceu na cidade de Minneapolis, no ...

»

O incrível Elon Musk continua surpreendendo

Em 17 de novembro de 2017, nas dependências de um campo de aviação ...

»

Novos vídeos da série sobre Economia Criativa no nosso canal do Youtube

Você já pode conferir os novos vídeos que o professor Victor ...