mswindows.org cheap office-professional-plus-2016 key parajumpers sale www.troilus.es anneshealinghands.nl canada goose jas parajumpers outlet

Novidades:

Aprendizado através de videogames
501 Visualizações

Videogames tornando o aprendizado mais atraente e eficiente!


Para a mais recente geração, a Z – pessoas com até 16 anos –, apaixonada pelos games, as escolas de ensino fundamental e médio, parece que encontraram a fórmula ideal de envolver os seus alunos com as disciplinas do currículo regular, incentivando-os a assimilar os conceitos e até a produzir os próprios jogos que levem a aquisição de conhecimentos e o desenvolvimento de sua inteligência.

É o caso do uso de um software – o Geogebra – instalado num iPad. Assim o professor dá os conceitos iniciais de geometria e com a ajuda do software vai aprofundando a explicação, ao qual se recorre quase 90% da aula.

Para estimular a concentração e o pensamento lógico, alguns colégios recorrem ao ensino e prática do xadrez, o qual é jogado em duplas em iPads ou numa versão feita com peças gigantes, com os alunos andando e movendo-se no tabuleiro!!!

O que se tem constatado nesses colégios é que os olhos dos estudantes brilham quando aprendem através de algum game, especialmente quando eles próprios podem construir algo. Aí eles demonstram grande motivação e engajamento.

É possível utilizar os jogos como parte das atividades de português, história e geografia. Assim, por exemplo, num sala de aula com 25 alunos, propõe-se a eles reconstituir um feudo medieval do século VIII, obviamente com o castelo do senhor feudal, a vila dos camponeses, a igreja com cemitério, a roda de água retirando o líquido de um rio etc.

Pois é, apesar de ser algo que havia na Terra há muitos séculos atrás, os estudantes, para realizar esta tarefa, valem-se de uma ferramenta do século XXI, o Minecraft Edu. Trata-se de uma versão pedagógica do jogo de construção Minecraft – adquirido pela Microsoft em 2014 por US$ 2,5 bilhões – que se tornou um fenômeno mundial, tendo atualmente mais de 120 milhões de jogadores no planeta.

Esse game foi criado em 2009 e ganhou uma versão educativa em 2011, a qual possibilita a criação de qualquer estrutura em um mundo virtual. Parecido com o Lego, o jogo é feito de blocos cúbicos que podem ser colocados em qualquer lugar para construir estruturas.

Nos mais diversos países, dezenas de milhares de professores já estão utilizando a versão pedagógica do jogo para ensinar as mais variadas partes de suas disciplinas que não são apenas a de história e que podem ir de de matemática à poesia!!! Isso é possível porque o Minecraft é uma plataforma aberta, o que permite construir as mais diversas narrativas.

Atenta ao potencial do Minecraft nas escolas, a Microsoft anunciou o lançamento de uma nova versão educacional para o segundo semestre de 2016 chamada de Minecraft: Education Edition, com recursos adicionais como mapas com coordenadas para localizar os jogadores, espaço para criação de portfólios, avatares personalizados e a possibilidade de que os professores compartilhem os mundos construídos por seus estudantes. Essa versão virá com conteúdos específicos, como um mapa baseado no Japão feudal (usado em aulas sobre poesia nipônica), assim como outros mapas usados para lições de arte ou de química.

Infelizmente, no Brasil, ainda não é muito frequente encontrar o Minecraft nas salas de aula, em especial nas escolas públicas, que não têm recursos para ter Internet de banda larga, adquirir o software e, além disso, o método enfrenta lamentavelmente a resistência dos professores em utilizar novas tecnologias.
Desse jeito, vai ser difícil aumentar a eficiência do aprendizado das nossas crianças, não é?

Conteúdo produzido pela redação da revista Criática.

Publicado recentemente

»

Disney compra Fox para enfrentar a Netflix e a Amazon

No final de 2017, a Walt Disney & Co adquiriu o conglomerado 21st ...

»

Cidades Paulistas Inspiradoras – O Desenvolvimento Estimulado Pela Economia Criativa

A DVS Editora acaba de lançar os livros “Cidades Paulistas ...

»

Dear Basketball – o curta-metragem que deu um Oscar a Kobe Bryant

Kobe Bryant, que recentemente se aposentou, resolveu fazer um filme ...

»

Tudo indica que os filmes humorísticos brasileiros não atraem grandes públicos

Diversas pesquisas indicam que cerca de 85% dos homens adultos adoram ...

»

O projeto de Ferran Adrià: Bullipedia

O chef Ferran Adrià, do icônico restaurante El Bulli, que fechou em ...

»

Um estádio altera de forma significativa o plano urbanístico de uma cidade

Em 4 de fevereiro de 2018 aconteceu na cidade de Minneapolis, no ...

»

O incrível Elon Musk continua surpreendendo

Em 17 de novembro de 2017, nas dependências de um campo de aviação ...

»

Novos vídeos da série sobre Economia Criativa no nosso canal do Youtube

Você já pode conferir os novos vídeos que o professor Victor ...

»

Alimentos que ajudam o seu bom-humor!

Pesquisas têm mostrado que existe uma relação cada vez mais ...